Manguito rotador: Para que serve, Como executar e Variações.

Manguito rotador - Para que serve - Como executar - Dica - Vídeo demonstrativo

Últma atualização em Olá leitores do Treino Total, hoje iremos falar sobre o manguito rotador, quem em resumo é um excelente músculo para realizar o aquecimento e fortalecimento antes mesmo de realizar qualquer movimento que envolve a rotação do ombro ou que é utilizado para estabilizar o movimento, como o voador máquina, Supino Reto com halteres, e outros.

Creatina Grande Atleta Suplementos

Para que serve

O treino do manguito rotador normalmente é esquecido, as pessoas costumam a não dar tanta importância ou até mesmo executar o exercício para essa região de forma incorreta.

Poucos sabem o quanto essa região é importante para a estabilização do complexo articular dos ombros, melhorando a movimentação.

Os ombros costumam ser alvo de diversas lesões, justamente por ser pouco estável. Incluir um treino ao manguito rotador, poderá diminuir a chance de causar uma lesão aos ombros, pois a mobilidade dos ombros é recrutada em diversos exercícios para costas, peitoral e até mesmo alguns de braços.

Existem algumas variações que podem ser adequadas de acordo com sua rotina de treino, sendo elas: rotação externa na polia, rotação interna na polia e também a rotação externa com halteres.

Músculos

A região do manguito rotador está composto por 4 músculos, sendo eles: Supraespinhal, Infraespinhal, Redondo menor, Subescapular.

Execução

Rotação externa na polia

Esse treino visa especialmente a ativação do músculo infraespinhal e redondo menor.

1° De pé, posicione a polia na altura de seus cotovelos, mantendo uma distância de aproximadamente um passo da máquina, para ter uma boa amplitude no movimento.

2° Os pés devem estar na largura do quadril.

3° O braço trabalhado estará do lado oposto da polia.

4° Faça o movimento de rotação externa do braço.

5° Todo esse movimento deve ser feito com os ombros e braços estáveis, sem movimenta-los para frente ou para trás, apenas para o lado externo.

6° Volte a posição inicial controlando todo o movimento.

Rotação interna na polia

Já esse treino, solicita principalmente o músculo subescapular.

X-Poten Grande Atleta Suplementos

1°  De pé, ajuste a polia também na altura dos cotovelos, dessa vez o braço estará no mesmo lado que a polia.

2° Segure o puxador com o cotovelo flexionado, realizando o movimento de rotação interna, até chegar próximo ao abdômen.

3° Retorne a posição inicial, controlando todo o movimento para que não haja uma lesão na região do manguito rotador.

Rotação externa com halteres

Esse exercício, assim como a rotação externa na polia, tem o foco em trabalhar principalmente os músculos redondo menor e infraespinhal.

Esse exercício pode ser realizado de duas maneiras, sendo uma delas unilateral, enquanto a outra será bilateral, ficando deitado, com o braço que será trabalhado na lateral do corpo, segurando o peso com os cotovelos flexionados, ou em pé, com os braços flexionados num ângulo de 90°, abduzindo os ombros.

Execução deitado

1° Deite-se lateralizado, em uma superfície plana, de forma que o braço trabalhado fique para cima.

2° Em seguida pegue um halter, e mantenha os cotovelos flexionados, faça o movimento de rotação externa, mantendo os cotovelos apoiados ao tronco.  

3° Volte a posição inicial, retornando com o halter até a região abdominal.

Execução em pé

1° Em pé, escolha dois halteres de acordo com a carga suportada para seu nível de condicionamento físico.

2° Faça abdução dos ombros durante todo o movimento. Mantenha os cotovelos flexionados num ângulo de 90°, e os braços na linha do ombro.

3° Inicie o movimento realizando uma rotação de 180° de cima para baixo.

4° Volte a posição inicial controlando todo o movimento.

Dicas

Por ser uma região de grande importância, e grande diversidade de execuções, separamos algumas dicas para ajudar a execução correta do seu treino.

  • Atente-se em manter sempre a posição correta, de acordo com a variação que você preferir. Para evitar lesões.
  • Mantenha uma respiração adequada.
  • Tenha consciência corporal, entenda o movimento.
  • Caso tenha dor ou desconforto durante o treino, recomendamos que procure auxílio de um profissional habilitado que possa te orientar e ajudar nas suas dificuldades e limitações.
  • Faça uma pausa adequada após as repetições de 1 minuto à 3 minutos.

Conclusão

O treino do manguito rotador é uma região frequentemente esquecida, mas que é extremamente importante para a estabilização dos ombros, prevenção de lesões e melhoria da mobilidade.

Existem diversas variações de exercícios, tais como a rotação externa na polia, rotação interna na polia e rotação externa com halteres, cada uma com foco em músculos específicos do complexo.

É importante realizar os exercícios corretamente, mantendo a posição adequada, respiração e consciência corporal, além de fazer pausas adequadas entre as repetições.

Caso haja dor ou desconforto, é recomendado buscar a orientação de um profissional habilitado.

Esperamos que tenha gostado do nosso artigo sobre o manguito rotador.

Caso tenha alguma dúvida ou observação, deixe seu comentário logo abaixo.

Não esqueça de compartilhar com seus amigos nas redes sociais, para eles melhorarem os resultado em seu treino de supino reto, através das dicas do exercício de manguito rotador.

Para conhecer outros exercícios de peito, separamos os 8 melhores exercícios para peito atualizados, entre no link clicando aqui e confira!

Os artigos publicados pela equipe do Treino Total são desenvolvidos por especialistas em áreas diversas como Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e outros colaboradores dedicados à promoção da saúde e do esporte. Com rigor técnico e comprometimento com a qualidade da informação, nossos artigos têm como objetivo fornecer dicas e orientações valiosas para quem busca melhorar seu desempenho físico e bem-estar. Confie no conhecimento de nossa equipe e alcance seus objetivos de maneira segura e eficiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui